Mudança de tom

Mudança de tom

PANORAMA SEMANAL
19/03/2021
PANORAMA SEMANAL
19/03/2021

Resumo

  • Como uma pomba: Fed mantém postura de estímulo monetário por muito tempo, mas não convence o mercado;
  • Como uma falcão: Bacen encerra ciclo de cortes na SELIC e promove aumento agudo na taxa de juros;
  • Radar do mercado: temas e eventos para ficar de olho.

Estados Unidos

Como uma pomba

O evento internacional mais importante da semana para os investidores foi a decisão de taxa de juros do Fed, na qual o banco central americano manteve o índice no patamar entre 0% e 0.25%.

Sem novidades nesse sentido, uma vez que a manutenção dos juros já era esperada pelo mercado. O que o mercado esperava era uma manifestação clara da instituição a respeito dos temores relacionados a um forte aumento da inflação no país. A respeito disso, o comitê de política monetária reafirmou que os juros devem continuar próximos de zero até 2023, mesmo com um aumento do nível de preços no curto prazo.

O foco do Fed, conforme demonstrado no comunicado após a decisão, continua sendo o de dar suporte à economia dos Estados Unidos para que ocorra uma recuperação vigorosa e sustentável. Por isso, o banco central americano tem mantido uma postura “dovish” (do inglês “dove”, que significa pomba e indica estímulo monetário).

Apesar do esforço do Fed, é necessário que os investidores comprem o discurso do banco central, algo que aparentemente não ocorreu no decorrer da semana. O mercado de títulos de renda fixa do país têm passado por forte estresse e um movimento agudo de venda desses ativos. Além disso, alguns resultados econômicos referentes a fevereiro – como vendas no varejo, construção de casas e produção industrial – vieram fracos e contribuíram para um mau humor nos índices de ações do país:

  • S&P 500: o principal índice americano caiu -0,77% no período;
  • Dow Jones: o índice das maiores empresas dos Estados Unidos teve queda de -0,46% na semana;
  • Nasdaq: o índice das empresas de tecnologia do país caiu -0,79%.

Brasil

Como um falcão

Se nos Estados Unidos o Fed é generoso com estímulos e promessas de juros baixos, no Brasil o cenário é diferente. Depois de seis anos, o Banco Central elevou a SELIC, como era de se esperar, mas o tamanho do ajuste surpreendeu parte do mercado: de 2,00% para 2,75%.

O anúncio surpreendeu porque o Bacen fez intervenções pequenas no ciclo de cortes, mas a situação atual do Brasil parece ter demandado um aumento mais rigoroso na taxa de juros.

No momento em que a inflação está acima de 5% e a SELIC abaixo de 3%, o juro real – diferença entre a taxa nominal e a inflação – é negativo. Isso significa que o simples ato de reter dinheiro sem investi-lo representa perda do poder de compra do indivíduo. Isso é ainda pior em um país passando por dificuldades econômicas, como o Brasil, que enfrenta no momento um avanço significativo da pandemia e fragilidade das contas públicas.

No comunicado após o aumento da taxa de juros, o COPOM adotou uma postura “hawkish” (do inglês “hawk”, que significa falcão e indica aperto monetário), destacando que o cenário é de incerteza para a economia do Brasil no primeiro semestre deste ano e que as medidas de inflação estão acima do desejado para que o Bacen cumpra a meta do indicador para 2021.

O comitê também afirmou que esse aumento abre um processo de normalização parcial da política monetária e que um novo ajuste deve ser esperado para a próxima reunião.

A SELIC em torno dos 2% está com os dias contados.

Bolsa de Valores: O Ibovespa fechou a semana em alta de +1,81%, a 116.220 pontos. O dólar perdeu força frente ao real no período e fechou cotado a R$ 5,49.

Radar do mercado

Para ficar de olho

  • Brasil

    : Na próxima semana será divulgada a ata do COPOM, que trará mais detalhes sobre a visão do Banco Central após a última elevação da SELIC.

  • Mundo: Mais uma bateria de dados da economia americana domina a agenda da próxima semana, como PIB do quarto trimestre/2020, PMI industrial e pedidos de bens duráveis. 

Sobre o autor

Renan Bento

Procurando estimar como as milhares de notícias e informações no mundo inteiro vão interferir na maneira que você toma o seu café.

Faça parte

Seja um usuário Beta!

Invista na bolsa de forma realmente inteligente!

peça seu convite

A SmarttInvest é a SmarttBot para o investidor!